Elisa Lucinda

Realmente o seu livro o Diário da montanha confirma a irmandade que há em nossos olhares. Fiquei impressionada, Roseana, o livro é lindo, tem imagens maravilhosas e eu vou buscar entre os meus poemas os que são irmãos dos seus. Fiquei muito emocionada,me senti na montanha, na casa, na natureza, prazerosa viajante no comboio de palavras lindas que o...

Luana Raquel da Silva – Universidade Federal de Rondônia – Campus Vilhena

Receita de espantar a tristeza (Roseana Murray) Faça uma careta e mande a tristeza pra longe pro outro lado do mar ou da rua vá para o meio da rua e plante bananeira faça alguma besteira depois estique os braços apanhe a primeira estrela e procure o melhor amigo para um longo e apertado abraço. O poema proporciona uma imagem de movimento: parece pedir certas ações internas e externas do...

Aline – Universidade Federal de Rondônia – Campus Vilhena

Beija-flor Beija-flor pequenininho que beija a flor com carinho, me dá um pouco de amor, que hoje estou tão sozinho... Beija-flor pequenininho, é certo que não sou flor, mas eu quero um beijinho, que hoje estou tão sozinho... (Roseana Murray, versão obtida no blog da autora: http://blogdaroseana.blogspot.com.br) Beija-flor, de Roseana Murray, é uma composição curta, constituída por duas quadrinhas heptassílabas cujo conteúdo...

Lilian Rocha de A. Hattori – Universidade Federal de Rondônia – Campus Vilhena

Uma possiblidade de leitura do poema “O poeta”, de Roseana Murray O poeta O poeta vai tirando da vida os seus poemas como pássaros desobedientes e amestrados A palavra é o seu castelo sua árvore encantada, abracadabra construindo o universo. A presente análise procura demonstrar a desestabilização de sentido no poema “O poeta”, de Roseana Murray. No primeiro verso do poema o verbo “vai” acompanhado de um...

Cristiano Mota

Roseana, Me sinto a beira de um precipício ao terminar de ler Carteira de Identidade. Abismos navegáveis a barquinhos de papel, como diria Rosa. Esse quem sou constante, de dentro da caverna, a se embrenhar por dentro cada vez que um espinho de luz fere, um poema único em fragmentos que levam até as estrelas, até os ossos do tempo. Vejo Nise da...

Vera Maria Tietzmann Silva

Roseana Murray: poemas para ler na escola Poesia juvenil, um terreno pouco trilhado. A ideia de se fazer um tipo especial de texto para o adolescente é relativamente nova. As gerações passadas, que se iniciavam na leitura pelos quadrinhos e livros infantis, passavam às novelas de aventuras e, destas, aos grandes ficcionistas e poetas, fazendo essa transição de modo natural,...

Gloria Kirinus

No "Diário da Montanha" de Roseana Murray tem mãe e tem filhos. Tem mala aberta, hortênsias e mandala. E ainda Café, pele e Juan. E muito, muito mais... Assim, como se fosse um dicionário de inspirações, procuro este Diário que me alimenta, comove e aquieta quando estou a procura de algo que nem eu bem sei...Aliás, algo que não...

Arnoldo de Souza

Roseana me envia seu livro mais recente, talvez já não seja . Leio , releio , levo-o comigo para Paris, onde , na energia de Mallarmé, Baudellaire e Apolinaire, depois de muito ler e reler, teço essas palavras, minha impressão sobre esse mais novo trabalho dessa poeta amiga, fada da palavras. Em meio a montanha, inebriada de matas , plantas...

Salgado Maranhão – A poética de Roseana Murray

A poética de Roseana Murray flui tão genuinamente em sua harmonia verbal, que se instaura em nós como uma conversa iluminada. Há nela uma densidade que não é de pedra nem de fúria, mas de brisa, porque porosa em nos aconchegar. Neste seu Diário da Montanha, fala de pedras com palavras-nuvens; fala de vento com palavras-lume. Desata os sentidos e as camadas...

Últimas Publicações

Clube de Leitura da Casa Amarela

Às vezes um livro inacreditavelmente belo, de repente, chega em nossas mãos. O encontro do Clube de Leitura...

E. M. Clotilde de Oliveira Rodrigues

Primeiro encontro do Café, Pão e Texto com a E. M. Clotilde de Oliveira Rodrigues, Escola rural...

E-book – Raízes – Roseana Murray e Silène Sarah S. Bohadana

Baixe gratuitamente o PDF agora

Clube de Leitura da Casa Amarela

Como dar conta de um livro tão belo, tão monumental, como "Com a Vida pela Frente", de...

Metamorfoses, Rio de Janeiro, vol. 17, número 1 – Rafael Santana

Metamorfoses Rio de Janeiro vol. 17 número 1 Rafael Santana Clique aqui para abrir o PDF