E.M. Clotilde

0
961

cafe13Hoje de manhã recebi a E.M.Clotilde, escola rural de Sampaio Correia, Saquarema, dentro do Projeto Café, Pão e Texto, pelas mãos da Professora Delma.
Não havia mais vaga, pois recebo uma escola por mês e dia 5 já receberei uma escola de Magé. Mas como a Secretaria de Educação de Saquarema me pediu, eu não podia negar.
Eram apenas quinze crianças da quinta série e os professores e o marido da Professora Delma que veio ajudar. Hoje não era dia do nosso caseiro , então esperamos a escola chegar para que todos ajudassem a arrumar a varanda. Clodoaldo, da Secretaria de Educação, o marido da Delma e as professoras e alunos ajudaram a mover mesas e bancos e logo a varanda estava arrumada para o nosso café literário.
Pão, queijo, bolo, sucos, café com leite, sonhos… muita coisa gostosa.
Comecei lendo o conto “Um Presente de Natal” de O’Henry. O conto era grande, por isso eu parava em cada parágrafo para que a gente fosse conversando. As crianças amaram. O conto é belíssimo.
Depois apresentei meu novo livro “Coração à Deriva” com as maravilhosas ilustrações da Cláudia Simões, ed. Rovelle. Contei a história que construí com os poemas, mostrei as aquarelas , li algumas poesias e eles amaram. Depois fizemos alguns ditados populares do meu livro”Quem vê cara não vê coração”, ed. Callis, e então fizemos uma orquestra com o livro “Caixinha de Música” , parceria com meu filho Guga Murray, ed. Manati. Fizemos também o jogo Unidunitê, com meu poema com o mesmo nome.
Fechei com o poema da paz, do meu livro Poço dos Desejos, ed. Moderna.
Café, pão, texto, jardim. A criançada foi toda para o jardim descobrir as orquídeas floridas.
Uma menina com olhos de gato me disse que o maior sonho da vida dela era vir na minha casa me conhecer! e que era louca por orquídeas.
Eles fizeram muitas fotos no jardim, passeavam no jardim como se estivessem no Éden.
E na saída me encheram de beijos e abraços, uma cachoeira de amor.

Compartilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here