Dia de colo de avó

0
2017

cafe10As pessoas que vivem na Casa Amarela e a E.M. Almeida Garret, receberam o presente mais magnífico do mundo! Julia Cardenas, atriz e contadora de histórias chegou junto com a Dora, sua filha e Priscila, dos mil instrumentos. Um pouquinho antes do ônibus da escola encostar em nosso nosso portão. o dia magnífico fazia o cenário mais esplêndido possível para a festa. O almoço já estava em andamento, fogão de lenha cantando, o feijão perfumando a varanda. A mesa grande já cheia de pratos , copos, talheres e no chão colchas coloridas. As crianças chegaram pelas mãos das professoras Christiane Pereira Lamas e Carla, super amorosas. Primeiro o momento pipi, depois de uma longa viagem. Julia já tinha suas magias arrumadinhas no chão. Priscila com seu caixote de instrumentos aos pés. As professoras elogiaram as cores da casa, amarelo ocre e azul turquesa . Falei, falamos, das cores frias e quentes, das cores que acalmam, das que excitam, de como as cores interagem com a gente e pudem mudar o nosso ânimo, de como as cores possuem uma frequência, uma vibração. Perguntei a cor do amor. Alguns disseram azul, outros vermelho. E de repente a magia começou. Julia nos apresentou seu passarinho, a Isadora que possui vários nomes porque é de origem espanhola. Juan também disse seu nome , imenso. E Julia fez brotar de dentro dos poemas do livro Colo de Avó, a magia mais absoluta. As imagens do livro se tornaram os objetos mais lindos. Nós todos, a sua plateia, não sabíamos se chorávamos ou se ríamos. As canções , entremeadas com os poemas, deixava nossa respiração por um fio. Priscila tem os instrumentos mais inusitados e loucos, que ela fabrica. Num determinado momento houve um cortejo no jardim, todos acompanhando a Julia, que carregava nas mãos um arco-íris… Julia nos contou a história dos seus avós e bisavós, fez um álbum de fotografias muito muito antigas, seus bisavós que saíram da Espanha e foram até o Uruguai de veleiro no ano de 1932… com as crianças a bordo! As crianças também contaram histórias de suas avós. E o passarinho Isadora participando ativamente de cada momento. Acho que nunca me emocionei tanto. Com cada poema do livro Julia fazia um feitiço mais impressionante. Meu livro cresceu, ficou imenso, se esparramou pelo Universo… Então, antes do almoço brincamos de Unidunitê, com um poema do livro Caixinha de Música e fizemos um jogral com o poema Caldeirão da bruxa, do livro Poemas e Comidinhas. O almoço estava maravilhoso, preparado pela Vanda. Cada um com seu prato no colo, todo mundo sentado no chão, ou nos bancos. As Professoras trouxeram doces de leite, de coco, de chocolate. E depois do almoço tivemos uma gincana no jardim. Eu tinha três livros para sortear. Os três primeiros que acertassem o nome de três árvores ganhava um livro. Foram conduzidos pelo Samuel. Acertaram a árvore de acerola, de canela, a goiabeira. Depois, todos já de volta, falaram seus poemas. E finalmente foram cumprimentar o mar. E foram embora com sorrisos de sol. Foi um dia maravilhoso. Agradeço.

Compartilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here